23 de janeiro de 2012

O Globo: O despertar de Carlos Drummond de Andrade

CDA expulso por "insubordinação mental"... Novo velho nome de patrulha ideológica!

O despertar de Carlos Drummond de Andrade

Primeiras crônicas são recuperadas e disponibilizadas a partir desta semana na internet

Carlos Drummond de Andrade em 1925, um ano após escrever os primeiros poemas Divulgação

RIO - Aos 15 anos, um jovem interno do Colégio Anchieta, em Nova Friburgo, publicou seu primeiro texto. "Vida nova" — que saiu no dia 14 de abril de 1918 no jornal "Aurora Collegial" — falava da expectativa da chegada à nova escola, "com a alma povoada de esperanças miríficas e sonhos maravilhosos". Sonhos esses que terminariam em 1919, quando Carlos Drummond de Andrade foi expulso por "insubordinação mental", após discutir com um professor.Foram apenas dois anos de Anchieta, período em que ele escreveu pelo menos dez crônicas. Graças ao esforço de Nelson Bohrer, presidente da Fundação D. João VI, de Friburgo, nove delas foram recuperadas, digitalizadas e estarão disponíveis a partir desta semana no portal www.djoaovi.com.br. Ele teve acesso a exemplares do jornal, feito pelos alunos do colégio entre 1905 e 1922. Vários volumes estavam embrulhados em papel de jornal. Alguns exemplares haviam se rasgado. Continue lendo.

Nenhum comentário: