28 de fevereiro de 2012

Hoje em Dia: Lacerda assegura vaga de vice ao PT no acordo para reeleição

Fazem tudo sem consultar a população! O que interessa a eles são os acordos, os conchavos e principalmente, as grandes maracutaias. Nesse sentido, a foto abaixo é emblemática. Sim, eu sei, não tem nada a ver com a matéria, mas mostra o nível de integração e proximidade. Os partidos, as siglas, são meros instrumentos para os amiguinhos dividirem o butim! BH, outrora progressista, não pode continuar omissa diante de tanta iniquidade! (posts relacionados)

HD: Anastasia e Lacerda receberam 200 jovens que participarão do “Voluntários da Cidadania” Foto: Mauricio de Souza


Lacerda assegura vaga de vice ao PT no acordo para reeleição

Agora, diante do interesse do PSDB pelo posto, prefeito vai trabalhar para tentar unir os partidos

Amália Goulart - Do Hoje em Dia - 28/02/2012 - 07:50

O prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda (PSB), garantiu na segunda-feira (27) a vaga de vice na chapa pela reeleição a um quadro do PT. Ele também fez um apelo aos líderes petistas e tucanos, historicamente rivais, para que se respeitem e trabalhem pensando apenas no projeto para a cidade. As declarações foram em virtude do clima bélico entre integrantes dos dois partidos.
 
Segundo Lacerda, já está acertado com o PSDB que os petistas terão direito ao posto. “Desde o primeiro momento em que conversamos com o PSDB sobre isso, em agosto do ano passado, a garantia da vice ao PT já estava acordada. Isso não esteve em discussão em nenhum momento e não está em discussão”, afirmou.
 
Na última sexta-feira, o presidente do PSDB em Minas, deputado federal Marcus Pestana, informou que entregou ao prefeito uma lista com reivindicações para a composição. Parte delas incluía a discussão sobre o nome para vice. Nos bastidores, o PSDB estaria descontente com a decisão do PSB em não se coligar na chapa proporcional, montada para a eleição de vereadores. Por isso, passou a discutir a possibilidade de reivindicar a vice. Seria uma forma de pressionar o prefeito a ceder na questão da eleição para os parlamentares. O PT mantém o mesmo desejo, o que provocou um mal-estar entre os aliados do socialista. Continue lendo.

Nenhum comentário: