14 de fevereiro de 2012

Agência Brasil: Governo começará a testar modelo de internet grátis para serviços e atendimento ao consumidor

Esse embondo do sr. Paulo Bernardo já repercutimos aqui. Mas no mesmo tema: Aonde foi parar a rede wireless para toda a BH, uma hora por dia e 24 nas vilas? O que se tem, praças da Liberdade, Sete e do Papa, é de dar medo. Primeiro, o firefox não deixa nem entrar. Deve ser por que os governos não renovam os certificados de segurança(https). Segundo, exigem o cadastro até com o celular da sua bisavó! BH sem wireless! O socialista Lacerda (mais aqui e aqui e ainda aqui)se esqueceu?! E o povo belorizontino se preocupa mais com os vereadores. Tem felinos bens maiores...
A inclusão digital que esses governos imaginam deve ser desgastar os dedos folheando jornais em papel e agredindo a natureza. Redes de operadoras telefônicas são caras, ruins e limitadas! Mas alimentam tantos políticos!...

Governo começará a testar modelo de internet grátis para serviços e atendimento ao consumidor

13/02/2012 - 5h54

Sabrina Craide
Repórter da Agência Brasil


Brasília – No próximo mês devem começar a ser feitos os primeiros testes de um modelo de acesso à internet no estilo dos serviços de ligação telefônica para números com prefixo 0800, em que o custo da ligação é pago pelas empresas que prestam o serviço aos consumidores. A ideia é ter um modelo de internet com tarifação invertida, ou seja, pago pelo site que será conectado para serviços como acesso a bancos, compras ou atendimento ao consumidor.

O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, diz que o conceito não foi importado de outros países e que será um modelo “tupiniquim”. “A ideia é tentar desenvolver uma conexão de internet em que a pessoa entra para fazer uma reclamação, pedir atendimento em call center, compras ou operação em um banco. Isso possibilitaria que o cliente dessa empresa fizesse uma conexão que não seria tarifada para ele, e sim para a empresa que franqueou a ligação”, explica. Continue lendo.

Nenhum comentário: