24 de abril de 2012

Saúde: JB - Sexo oral causa mais câncer de garganta que cigarro e bebida; O Tempo - Novo tratamento contra câncer de próstata tem menos efeito colateral

22/02/2011 às 12h05 - Atualizada em 22/02/2011 às 12h06

JB: Sexo oral causa mais câncer de garganta que cigarro e bebida, diz pesquisa

Portal Terra
Michelle Achkar

O tabaco, substância presente no cigarro, e o consumo de bebidas alcoólicas sempre foram apontados como um dos principais fatores para desenvolvimento de câncer na região da garganta. Pois agora cientistas afirmam que o sexo oral ocupa o topo da lista entre os comportamentos de risco.

Pesquisa realizada pela Universidade do Estado de Ohio, nos Estados Unidos, descobriu que o vírus HPV atualmente é a principal causa da doença em pessoas com menos de 50 anos. O papiloma vírus humano pode provocar lesões de pele ou em mucosas. Existem mais de 200 variações com menores e maiores graus de perigo. Um deles é o causador de verrugas no colo do útero, consideradas lesões pré-cancerosas. Continue  lendo.





Ondas sonoras de alta frequência vibram e aquecem uma pequena área afetada, matando células doentes - HD
Hoje em Dia: Novo tratamento contra câncer de próstata tem menos efeito colateral



Nenhum dos 41 homens que passaram pelo teste sofreu de incontinência urinária e um em dez teve ereção fraca

AFP - 17/04/2012 - 18:29

PARIS - Um novo tratamento contra o câncer de próstata, que utiliza ondas sonoras de alta frequência, pode ser uma alternativa viável à cirurgia e à radioterapia com menos riscos de causar incontinência urinária e impotência, afirmaram cientistas em artigo publicado nesta terça-feira (17).

Um teste clínico, financiado pelo Conselho de Pesquisas Médicas britânico examinou a eficácia de um novo tratamento, conhecido como ultrassom focalizado de alta intensidade (HIFU, na sigla em inglês), capaz de alcançar áreas medindo apenas alguns milímetros.

"Os resultados demonstram que 12 meses depois do tratamento, nenhum dos 41 homens do teste tiveram incontinência urinária e apenas um em dez teve ereção fraca, ambas efeitos colaterais comuns do tratamento convencional", relatou um comunicado sobre o estudo, publicado na revista Lancet Oncology. "A maioria dos homens (95%) também ficou livre do câncer depois de um ano", acrescentou.

O câncer de próstata é a forma mais comum de câncer em homens. O tratamento convencional consiste em radioterapia ou remoção cirúrgica da próstata, métodos que podem danificar o tecido saudável circundante, provocando em alguns casos disfunção erétil ou incontinência.

O HIFU atinge uma pequena área afetada pelo câncer. As ondas sonoras fazem com que o tecido vibre e esquente, matando as células cancerosas. O procedimento é feito com anestesia geral e a maioria dos pacientes tem alta 24 horas depois, destacou o comunicado. Continue lendo.

Nenhum comentário: