21 de abril de 2012

O Tempo: Alunos da rede infantil em greve terão vagas garantidas em escolas particulares, mais Redação do Refazenda2010-blog

É o mesmo modelo perverso adotado pela dupla Aécio-Anastasia. Ao invés de atender as justas reivindicações dos professores, prefere a cria de Pimentel e Aécio, torrar o dinheiro público com escolas particulares. E ainda esse cara se diz socialista, fora Lacerda!(principais posts relacionados: 1, 2 e 3)

Cartaz de divulgação do movimento em 27/03/2012


Alunos da rede infantil em greve terão vagas garantidas em escolas particulares

MÁBILA SOARES/JOHNNY CAZZETTA
20/04/2012 18h34


Os alunos das Unidades Municipais de Educação Infantil (Umeis), em greve há mais de um mês, terão vaga garantida em escolas particulares. A decisão foi assinada pela secretária de educação de Belo Horizonte, Macaé Evaristo, na quarta-feira (18) e publicada, no dia seguinte, no Diário Oficial do Município (DOM).

De acordo com o documento, o município vai "publicar um edital, em caráter temporário, para compra de vagas na educação infantil para o atendimento de crianças de zero a seis anos em instituições particulares, localizadas na capital, e autorizadas pelo Conselho Municipal de Educação". O edital será divulgado na próxima semana, quando as escolas particulares interessadas poderão se inscrever. O objetivo é amenizar o prejuízo causado às crianças e seus familiares devido à greve dos educadores infantis.

A Prefeitura prevê desembolsar mensalmente R$ 150 por criança. A medida poderá custar R$ 750 por mês para os cofres da administração municipal. O sindicato dos trabalhadores considera a medida ilegal. "não concordamos com a medida porque ela retira nosso direito de greve. Em vez disso, eles deveriam entrar em uma negociação digna (com a categoria), afirma o diretor do sindicato Luiz Henrique Roberto.

Negociação

Os educadores infantis da rede municipal de ensino recusaram a primeira proposta da prefeitura da capital após quase 40 dias de greve. Em reunião na manhã da última quarta, a Secretaria Municipal de Educação ofereceu um reajuste de 4,8% no salário - passando a remuneração de R$1.030,35 para R$ 1.080,38 -, além de aumentos no valor do abono e de reuniões pedagógicas. Continue lendo.


Neste 21 de Abril os professore mineiros estarão na cidade histórica de Tirandentes lutando pela Educação!

Divulgação

Nenhum comentário: